SUPORTE TÉCNICO
De segunda à sexta pelo e-mail:
suporte@robocore.net
CENTRAL DE ATENDIMENTO
De segunda à sexta das 8:00 às 17:30
(11) 3522-7626 / vendas@robocore.net
Retornar
ao topo

Classifique este tópicoPéssimoRuimMedianoBomÓtimo
Ir para página 1 2  Next
Autor
Mensagem

Vido

Level 10
10647463 xp

Registrado em:
06/04/2007

Local:
São Carlos / SP

Equipe:
THE_KILLERS

Mensagens:
478

Vido

Responder com citações
Mensagem Qui Mar 20, 2008 2:01 pm
Anatomia do FLC
Anatomia do FLC

Fala galera!
A vítima da vez é o motoredutor da parafuseria FLC


Como todos sabem esses motores são retirados da parafusdaeiras FLC ( http://www.flc.com.br/ ). São fabricadas no Brasil e são muita fáceis de se encontrar em lojas e na Internet. Custam em torno de R$30,00 ( Mercado Livre ou Lojas  Americanas). Além do motor, dentro da ferramante, há 3 células de NiCd. Não aconselho a usá-las em um robô de combate, pois têm pouca capacidade. O assunto das células foge ao meu objetivo, deixaremos isto de lado.
Eu decidi debater estes motores no fórum pois eles foram usados no robô Agressor (12lbs). Em 2006 com a tensão nominal (3,6V) e Em 2007 com um overvolt absurdo de 350%, rodando a 12V. E por incrível que pareça, eles aguentam!



Dados do Motorredutor:
- Tensão Nominal: 3,6V
- Redução: Planetária apx: 80:1
- Velocidade: apx 250rpm
- Peso: entre 150 e 200g (não tive a oportunidade de pesá-lo)
- Comprimento Total: Apx. 105mm
- Diâmetro do motor (sem radução): Apx 31mm

Percebam que não é um motor com potência suficiente para tocar legal um hobby. A grande vantagem é o pequeno tamanho e o pouco peso, para uma categoria menor ele é um bom motor para a locomoção. 


Comparação de tamanho entre o FLC, Pittman eu uma pilha AA





A caixa de redução é planetária composta de dois estágios. Isso é muito bom, pois forma um sistema mais resistente que um caixa de redução comum, porque a força é dividida entre 3 engrenagens, e não somente uma. Outra vantagem é que o eixo fica centralizado, o que ajuda na hora de fazer os projetos. O inconveniente é a fixação da caixa de redução no motor, não há fixação. Por serem, originalmente, montada na carcaça da parafusadeira,        a fixação não é feita na motor, e sim na carcaça da parafusadeira. Portanto no robô devemos criar uma estrutura para prender o conjunto para que não se solte, como havia no Agressor. É por isso que o motor da primeira foto esta enrolado em fita isolante. OBS: Cola quente também funciona. Laughing 

Conseqüências do Overvolt:
Não é qualquer motor que aguenta um overvolt de 350%. Não digo nem por 3 minutos de funcionamento ininterrupto, apenas por um combate (onde os motores podem ficar parados por alguns instantes). Os motores ficam muito potentes! A ponto do Agressor ter sido um dos robôs mais ágeis de 2007.

A primeira conseqüências é o aumento da temperatura. O motor esquente para valer.
A segunda é o derretimento das partes de plastico. 


Depois há um desgaste das escovas e dos componentes internos devido ao grande atrito.  O que cria um limalha dentro do motor.



E por fim: A potência é tão grande que fazer as engrenagens do primeiro estágio quebrarem, travado o motor, caso quebre algum dente.


evristow
Moderator
Level 111
111245049 xp

Registrado em:
25/04/2006

Local:
Rio de Janeiro / RJ

Equipe:
ODDBotz

Mensagens:
3997

evristow
Moderator
Responder com citações
Mensagem Ter Mar 25, 2008 5:37 pm
Anatomia do FLC
Vido,

Ótima dissecação do motor da FLC! Basicamente todas as aparafusadeira usam o mesmo princípio de caixas de redução planetárias com mais de um estágio e motores DC com escovas.

As engrenagens de plástico já são um problema sem aumentar a tensão do motor, alimentando-o com 350% da voltagem original, você está colocando as engrenagens sob cargas mais de 12 vezes superiores àquelas que inicialmente foram dimensionadas.

O motor também não durará nada, as limalhas que você observou dentro do motor devem ser em sua maioria o carvão das escovas literalmente moido! Isso sem mencionar o derretimento das partes de plástico.

Por isso, apesar deste tópico estar muito bem escrito e documentado, não recomendo motores e reduções de parafusadeiras de 3.6V para o uso em robôs de combate. Acho melhor usar conjuntos retirados de aparafusadeiras ou furadeiras a bateria com voltagens maiores, algo como 12V. 

Existem algumas vantagem em fazer essa escolha, a primeira é obvia, o motor será mais forte, as outras são: engrenagens mais robustas, normalmente de metal; bateria e carregador que podem ser usados com o motor.

Uma recomendação, motores de parafusadeiras normalmente geram bastante ruído nos sinais da eletrônica, logo é interessante usar capacitores como supressores de ruído. 

Abraços,
Dudu

_________________
1 - Leia as Regras de Conduta do Forum!
2 - Não respondo dúvidas por mensagem privada. Poste-as no fórum! Sério!
3 - Só crie uma equipe se for competir!

Vido

Level 10
10647463 xp

Registrado em:
06/04/2007

Local:
São Carlos / SP

Equipe:
THE_KILLERS

Mensagens:
478

Vido

Responder com citações
Mensagem Ter Mar 25, 2008 7:54 pm
Anatomia do FLC
evristow,

A grande vantagem é do método THE_KILLER'S é o aumento xucro da relação peso/potência. Em pouco menos de 200g você tem uma potência 7 vezes maior que no normal.

A preço que se paga é a degradação dos motoredutores. Caso você compre 2 motores novos, instalá-los no robôs, e conseqüentemente combater. A confiabilidade dos mesmos só dura 3min ou menos. No segundo combate já não teremos certeza de chegar ao final sem problemas.

Isso aconteceu com o Agressor:
1º Luta: Agressor vs Tourinho -> Os motores eram novos. Perdemos pois o robôs capotou antes dos 30s de luta. E não por problemas com os motores.
2º Luta: Agressor vs Savuquina -> Nos revisamos a integridade dos motores. Resultado, o lado direito travou, sobre carregando o esquerdo, cujo motor derretou parcialmente. (o Wurs viu, e não me deixa mentir sozinho Laughing ).
3º Luta: Agressor vs Bob Esponja -> Trocamos os motores e redutores. O robô estava 100%... até que entra em curto, de modo obscuro e misterioso... Mas não foi culpa dos FLC desta vez.

E esse foi o fim do Agressor. Oferecemos o robô ao Vingador...
Talvez ele seja acorde de sua tumba para se vingar pela última vez... Twisted Evil  (Ah... que sem noção)  Laughing  

Conclusão: Para são necessários pelo menos 4 jogos de motores para conseguir chegar até as finais do WC sem problemas durante os rounds.

Não tivemos grandes problemas com interferência, talvez porque nossa eletrônica era bem arquitetada, não precisamos usar capacitores.

evristow Escreveu:
O motor também não durará nada, as limalhas que você observou dentro do motor devem ser em sua maioria o carvão das escovas literalmente moido! Isso sem mencionar o derretimento das partes de plástico.
Como eu já tinha dito. Mas não é só as escovas, há um desgaste geral do motor. Para falar a verdade, não notei uma grande "moida" nas escovas, eles se comportaram até que bem.
Vido Escreveu:
A primeira conseqüências é o aumento da temperatura. O motor esquente para valer. A segunda é o derretimento das partes de plastico. (Foto) Depois há um desgaste das escovas e dos componentes internos devido ao grande atrito. O que cria um limalha dentro do motor. (Foto) E por fim: A potência é tão grande que fazer as engrenagens do primeiro estágio quebrarem, travado o motor, caso quebre algum dente.
Essa história de dentes quebrados além de tudo, criam um ClekClekClekClek na caixa de redução. Um medida de emergência durante a competição, caso não haja reduções reservas, é colocar as engrenagens do primeiro estágio no segundo. Isso ameniza um pouco o problema, mas o o resolvem. Ow pessoal que usam (ou já usaram) os FLCs: Falem sobre suas respectivas opiniões! []'s

evristow
Moderator
Level 111
111245049 xp

Registrado em:
25/04/2006

Local:
Rio de Janeiro / RJ

Equipe:
ODDBotz

Mensagens:
3997

evristow
Moderator
Responder com citações
Mensagem Ter Mar 25, 2008 10:39 pm
Anatomia do FLC
Vido,

Na verdade rodando os motores de 3.6V em 12V há um aumento na tensão da ordem de 3,33x, porém ocorre um aumento de mesma razão na corrente consumida. Portanto, como P=UI, temos um aumento de Potência da ordem de 3.33^2, que é 11.08 vezes a original Wink Por isso que coloquei 12, já que com os impactos laterais, carga que esse tipo de redução não deve sofrer, aumenta ainda mais o problema.

Não acho válido ter que usar dois motores por round e não ter confiança, para dizer se os motores irão aguentar ou não os trancos. Sei que o custo é um fator extremamente importante, contudo para participar nas duas competições nacionais, com chances de vitória, são necessários pelo menos 8 conjuntos de motores, ou seja 16 parafusadeiras! Com o preço de cada uma a 30 reais, são 480 reais só para os motores com redutores, junto com a falta de confiabilidade. 

Analisando os rounds que você postou, o primeiro não foi culpa do FLC (foi culpa nossa Evil or Very Mad), o segundo foi e o terceiro pode ter sido... logo pelo menos 50% de chances de dar problema. 

Por isso acho melhor gastar um pouco mais e comprar conjuntos que, além de motores e redutores mais fortes, tenham baterias e carregadores que possam ser utilizados nas competições. 

A troca de engrenagens entre os estágios só é possível quando os estágios tem a mesma relação Wink Mesmo assim, deixar uma engrenagem quebrada, força ainda mais as engrenagens que ainda estão inteiras. 

Abraços,
Dudu

PS: Em teoria o Vingador está aposentado... não sei se o Wurs colocou os bichos (como eles chamam os novatos) da Uai!rrior para o reconstruirem. Caso tenha eles terão trabalho Wink eheheheh

_________________
1 - Leia as Regras de Conduta do Forum!
2 - Não respondo dúvidas por mensagem privada. Poste-as no fórum! Sério!
3 - Só crie uma equipe se for competir!

rdesda

Level 8
8339256 xp

Registrado em:
28/04/2006

Local:
Rio de Janeiro / RJ

Equipe:
ODDBotz

Mensagens:
310

rdesda

Responder com citações
Mensagem Ter Mar 25, 2008 10:55 pm
Anatomia do FLC
Vido
Comentário:
A grande vantagem é do método THE_KILLER'S é o aumento xucro da relação peso/potência. Em pouco menos de 200g você tem uma potência 7 vezes maior que no normal. A preço que se paga é a degradação dos motoredutores.
Vido, essa escolha de forçar demais os motores pode custar a sua equipe a perda de um round, ainda não aconteceu mas pode acontecer. Se fosse usado um motor FLC de 12V como o Evristow citou vocês não teriam que trocar constantemente os motores e sairia no final das contas mais barato. Nenhum motor que eu conheço aguenta um olvervolt tão absurdo como você citou, 350%, nem os Dewalts verdadeiros que são nominais 18V e podem usar 24V, e acredito que a 30V por pelomenos 3 minutos. Por mais que seja tentador fazer isso, pense um pouco no que pode acontecer com o motor, as engrenagens os imas, a carcaça, se você ignorar a física por tras disso pode acabar parado no meio da arena, não quero dizer que você tem que fazer cálculos para chegar ao motor perfeito, mas deve levar em consideração o que acontece com o motor e ter bom senso. É só uma dica para ser levada em consideração. Wink abraço Delay PS: Engrenagens de plástico derretem em altas rotações.

_________________
Rodrigo Duque Estrada da Silva d’Almeida

Equipe RioBotz - PUC-Rio
Uma idéia à frente

http://www.riobotz.com.br


Última edição feita por rdesda em Qua Mar 26, 2008 10:34 pm; editado 1 vez no total

sigma

Level 27
27037781 xp

Registrado em:
22/05/2006

Local:
Rio de janeiro / RJ

Equipe:
SIGMA

Mensagens:
873

sigma

Responder com citações
Mensagem Qua Mar 26, 2008 9:04 am
Anatomia do FLC
Vido Escreveu:
Ow pessoal que usam (ou já usaram) os FLCs: Falem sobre suas respectivas opiniões!
Vido, Eu nunca as usei em combate, até pq ainda não fiz meu segundo hobby e desisti de usa-las logo que comprei e as abri... Cara... as FLCs tem engrenagens medíocres, pra não dizer ridículas! elas são a pior opção pra overvolt. fora que o motor tbm não é lá grandes coisas... mas isso é de cada um... se vc prefere comprar 6 FLCs e destruir todas antes de chegar até o final dos combates, correndo risco de nem sequer chegar até lá por elas falharem, o risco é seu. Eu, particularmente, prefiro investir R$80,00 numa furadeira genérica de 12V, que vem com um motor 550 genérico que aguenta bem e uma caixa de redução beeeeem mais robusta, além de aguentar com certeza até o final da competição sem sofrer grandes danos... bem... os danos podem ocorrer, mas é bem mais difícil... Ahh... com essas furadeiras vc tbm tem baterias para testes do robô... são bem ruims, mas servem para os devidos testes... hehe

_________________
LÉO SIGMA

A EQUIPE MAIS UNIDA DO BRASIL!!! =)

Robôs:
- Sabão de Coco - 54,4kg
- Brutus - 13,6kg
- Vortex - 5,44kg
- Hockey Bot - 5,44kg

Vido

Level 10
10647463 xp

Registrado em:
06/04/2007

Local:
São Carlos / SP

Equipe:
THE_KILLERS

Mensagens:
478

Vido

Responder com citações
Mensagem Qua Mar 26, 2008 1:34 pm
Anatomia do FLC
Desculpem

Só para desfazer um pequena ambigüidade:

Vido Escreveu:
E esse foi o fim do Agressor. Oferecemos o robô ao Vingador... Talvez ele seja acorde de sua tumba para se vingar pela última vez... Twisted Evil (Ah... que sem noção) Laughing
Eu me referia ao Agressor. Não ao Vingador... é que ficou bem mal explicado. Como podem ver. Sobre os FLCs. Todas as técnicas de 350% de overvolt são para quem não tem uma opção melhor que essa. Para esclarecer, nós substituímos os FLCs por outros motores mais resistentes de 12V.
3
Meh

Level 0
246816 xp

Registrado em:
04/02/2007





Mensagens:
4
3
Meh

Responder com citações
Mensagem Qui Jul 10, 2008 10:21 pm
Anatomia do FLC
Desculpa ressuscitar esse tópico, mas gostaria da opinião do pessoal experiente: eu poderia usar esse motor num projeto pequeno, de uns 7 ou 8 quilos +/-, onde não é necessário muita velocidade... se sim, com ou sem overvolt?

Obrigado desde já.

Moderação: Qualidade da escrita
Por favor, queira melhorar a qualidade da sua escrita. Mensagens mal redigidas são mais difíceis de serem respondidas, atrapalham o fórum e violam as regras de conduta

evristow
Moderator
Level 111
111245049 xp

Registrado em:
25/04/2006

Local:
Rio de Janeiro / RJ

Equipe:
ODDBotz

Mensagens:
3997

evristow
Moderator
Responder com citações
Mensagem Sex Jul 11, 2008 2:32 pm
Anatomia do FLC
Meh,

Como você deve ter visto no tópico, eu sou um pouco cético quanto ao uso de motores FLC em robôs de 5.5kg, principalmente devido a baixa voltagem nominal e engrenagens de plástico.

Contudo, caso o robô não vá sofrer impactos e constantes reversões de direção dos motores, pode ser uma opção de baixo custo. 

Se fosse o meu robô eu procuraria motores e caixas de redução mais fortes, porém caso não seja possível utilizaria um sistema de transmissão com polias e correias síncronas para transmitir a rotação às rodas, fazendo até mais uma redução nesse sistema. 

A questão do overvolt nesses motores é um pouco complicada, sem aumentar a tensão os motores são muito fracos e não conseguiriam empurrar um carrinho de 8kg; com overvolt o risco de queimar os motores, derreter a parte posterior ou mesmo destruir as escovas é muito maior... logo é uma questão de escolha. 

Abraços,
Eduardo

_________________
1 - Leia as Regras de Conduta do Forum!
2 - Não respondo dúvidas por mensagem privada. Poste-as no fórum! Sério!
3 - Só crie uma equipe se for competir!
3
Meh

Level 0
246816 xp

Registrado em:
04/02/2007





Mensagens:
4
3
Meh

Responder com citações
Mensagem Sex Jul 11, 2008 9:19 pm
Anatomia do FLC
Muito obrigado pela resposta, Eduardo, estou descartando essa idéia agora mesmo, acho que vou usar motores de limpador de para-brisas ou de vidro elétrico.


Abraço, Henrique.
Mostrar mensagens desde a última:
Ir para página 1 2  Next




Ir para:  
Todos os horários são GMT - 3 HorasVocê não tem permissão para escrever novas mensagens
v não tem permissão para responder às mensagens
Você não tem permissão para editar suas mensagens
Você não tem permissão para deletar suas mensagens
Você não tem permissão para classificar tópicos
Você não tem permissão para classificar mensagens
Você não tem permissão para votar em enquetes
Anexar downloads : Proibido
Fazer Download de Arquivos: Permitido
Powered by phpBB © 2001 phpBB Group